Sobre acessibilidade

Serviços

15/10/2021 - 21:15

 

Em 2009, o Ministério do Meio Ambiente definiu o 15 de outubro como o Dia Nacional do Consumo Consciente. Para marcar a passagem da data, o Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará realizou nesta sexta-feira uma ação de entrega de canecas de cerâmica com o slogan “Trabalhador consciente cuida do meio ambiente” para os servidores, estagiários e colaboradores terceirizados da autarquia.

O presidente do Iasep, Bernardo Almeida, explicou que o objetivo da distribuição das canecas é evitar o uso de copos descartáveis durante o expediente. “Fizemos um levantamento e constatamos que usamos em torno de 115 pacotes de copos por semana. É um impacto ambiental enorme, de um material que demora no mínimo um século para se decompor, além de ser um gasto financeiro considerável”, analisou o gestor. “Então, se cada trabalhador do órgão usar apenas sua caneca durante a jornada de trabalho, os descartáveis serão utilizados apenas pelos visitantes da autarquia. É uma prática mais sustentável e também um uso mais racional dos recursos públicos”, complementou.

A entrega aconteceu no prédio do Iasep da Av. João Paulo II, realizada pela gerente da Assistência Domiciliar, Rebeca Gomes, e também no prédio da Secretaria de Planejamento e Administração do Estado do Pará (Seplad) na Doca – onde o Iasep ocupa algumas salas provisoriamente – realizada pela vice-presidente Lúcia Souza. No total, foram adquiridas quase 400 canecas, para todos os trabalhadores, inclusive os do interior, que ainda vão receber.

Ellen Tavares, servidora do Gabinete da Presidência, achou que é de extrema importância que haja essa conscientização ambiental. “O material informativo que veio na caneca ressalta, por exemplo, que o tempo de decomposição de um copo de plástico é de 100 a 400 anos, e muitas pessoas não têm essa consciência. Além disso, pesquisas mostram que o copo descartável, em contato com líquido quente, elimina uma substância nociva ao organismo. Fora que cada um ter seu copo, em tempos de pandemia, é até mais higiênico”, opinou. “E, como sou pregoeira do órgão, posso dizer que não só o meio ambiente e a saúde dos trabalhadores agradecem essa ação, mas também o princípio da economicidade”, pontuou.

Joana Brito, servidora terceirizada do prédio da João Paulo, também aprovou a iniciativa. “Como trabalho na área de serviços gerais, vejo diariamente o desperdício desses copinhos no lixo. E vejo as pessoas pegando, tomando sua água, jogando fora e depois pegando de novo, ao invés de pelo menos manter o mesmo copo durante o dia. Por isso, achei essa ação uma ótima ideia, porque precisamos dessa conscientização sobre o nosso meio ambiente”, finalizou.

 

Texto e foto: Ádria Azevedo (Núcleo de Comunicação/Iasep)